As comunicações via satélite são possíveis através de diversos sistemas. Mas somente os sistemas compatíveis com GMDSS pode garantir 100% de confiabilidade, o que é particularmente importante para as comunicações de SAR. Sistemas mais baratos estão disponíveis, mas quem utiliza deve estar ciente de que não são confiáveis.

Inmarsat

A International Maritime Satellite Organization (Inmarsat) é integrante do GMDSS através da disponibilização de meios espaciais para retransmitir mensagens de segurança e salvamento através de quatro satélites geoestacionários em posições acima do equador. Inmarsat é uma empresa privada. As abrangencias ou footprint desses satélites são chamados de Regiões do Oceano :

  • Atlantico Região Leste do Oceano (AOR-E)
  • Pacifico Região do Oceano (POR)
  • Indico Região do Oceano (IOR)
  • Atlantico Região Oeste do Oceano (AOR-W)


     
inmarsat


A cobertura por satélite não é atendida para os navios nas regiões polares. É necessário uma linha de visada, um pré-requisito para o funcionamento do sistema, cerca de 70 graus acima do norte e do sul muito raramente (o satélite deveestar pelo menos 5 graus a linha horizonte).

Três sistemas são configurados para fornecer a maioria das funções necessárias ao GMDSS: Inmarsat-B, Inmarsat-C e Inmarsat-Fleet (F 77).

O sistema Inmarsat é primordial principalmente para a Área 3. Alertas de socorro de estações de navio Inmarsat são absoluta prioridade, encaminhadas automaticamente através do sistema Inmarsat para os Centros de Coordenação de Resgates (RCCs).


Assim, o sistema Inmarsat permite alertas de socorro de navios no mar a longas distâncias. O sistema também permite que os alertas de socorro da costa - navio (através do EGC [enhanced group call]], parte do complexo Inmarsat-C, ou por grupo telex básico chamada para Inmarsat-Fleet ou terminais Inmarsat-B)

A terceira função do sistema de satélites é facilitar a comunicação durante SAR (busca e salvamento) operações.

A quarta função do sistema de satélites é disseminar Informações de Segurança Marítima (MSI). Este processo pode funcionar de duas maneiras, com a estação terrestre alertando navios, bem como navios alertando estações costeiras (sobre perigos de navegação ou meteorológicas).


Finalmente, vários instrumentos do sistema de satélite pode ser usado para comunicações de rádio em geral, permitindo a comunicação completa com navios da costa através de telefone, fax, telex, e-mail, etc, para as potenciais situações de crise às vezes podem ser evitadas usando consultoria especializada ou informações essenciais transmitidas de estações em terra.


Diferentes sistemas são utilizados para fins diferentes . Inmarsat - C apenas pode ser utilizado para mensagens curtas de texto , como o telex , e-mail , etc Por outro lado, o custo para o utilizador é relativamente baixo . Este recurso é adequado para todas as embarcações .
O sistema Inmarsat- B é mais completo e caro , permitindo a todos os tipos de comunicação , incluindo voz e transmissão de dados extensos . É claro que essas capacidades requerem maiores recursos - a antena , por exemplo , são muito grandes e pesadas ​ e , assim, o sistema não é adequado para pequenas embarcações.

O sistema Inmarsat -Fleet tem várias vantagens próprias. A capacidade depende de qual dos três tamanhos de antena ( 33 [ cm] , 55 , e 77 ) estão em uso . Todos os três permitem a comunicação de voz, mas a quantidade de transmissão de dados (via e- mail) é dependente do tamanho da antena. Fleet 33, naturalmente , é mais adequado para pequenas embarcações . Um feixe concentrado , na linguagem de telecomunicações , é um sinal de satélite que está especialmente concentrado na potência ( isto é enviado por uma antena de alto ganho ) de modo que ele vai cobrir apenas uma área geográfica limitada na Terra . Do ponto de vista do cumprimento GMDSS , não será reduzida cobertura feixe local para o Fleet Fleet 55 e 33.



Inmarsat-M e Inmarsat-Minim fornecer meios móveis mais leves e, portanto, da utilização de uma Ship Earth Station (SES). Estes sistemas não são compatíveis com GMDSS, porque eles não têm uma cobertura mundial. Eles têm a vantagem de equipamentos de tamanhos pequenos - importantes, especialmente em relação à antena de - e podem ser usados ​​para comunicação de voz, assim como um texto curto. Embora o Inmarsat-M inclui uma de duas maneiras de telefone mundial, fax e comunicações de dados de computador, ele não tem meios para a impressão direta das mensagens. Portanto, apesar de sua semelhança e utilidade, especialmente para embarcações menores, que não atende aos requisitos GMDSS, o mais importante para receber alertas de socorro, e não faz parte do sistema GMDSS.

Inmarsat Segmento Terrestre

LES/CES

Estações Terrenas (LES), também chamadas Estações Terrenas Costeiras (CES), são estações operadas por prestadores de serviços de telecomunicações em vários países ao redor do mundo. Vários LES`s situam-se em cada região do oceano.

A LES funciona como uma troca de comunicações internacional interconectando todas as estações , navio à costa, costa-embarcação e navio para navio. As conexões que foram feitas a partir do navio, através de um LES poderia ir para qualquer lugar do mundo.


Além de proporcionar a comunicação normal, cada LES tem uma conexão direta com um Maritime Rescue Center Coordenação (MRCC) para comunicações de emergência. Normalmente, o LES pode fornecer uma ligação a um centro médico, quando for necessário 'Conselhos Médicos entre outras solicitações'.

Para uma lista de
MRCC`s associados ao Inmarsat LES ver apêndice.


SCC, NOC and NCS
Em cada região do Oceano existe uma LES com papel especial, esta é a Network Coordination Station (NCS). O papel dos NCS é alocar um canal livre (desocupado) para os navios e ao LES . O NCS mantém é o controle de todos os canais de trabalho em um satélite particular. No LES pode-se aguardar um canal livre quando há conexão aguardando a serem feitas. Deste modo, o serviço de satélite é utilizada de forma mais eficiente.

Dois outra estação LES têm papel especial: o Centro de Operações de Rede (NOC) cuida do funcionamento do processo de interligar as redes de comunicação. O Centro de Controle de Satélites (SCC) é responsável pelo funcionamento e posicionamento dos satélites nas quatro regiões da Inmarsat.

A SCC, NOC e os NCS`s estão todos interconectados uns aos outros para garantir uma comunicação na rede e processos mais confiáveis dentro do sistema Inmarsat. O Centro de Controle de Satélites (SCC) e Centro de Operações de Rede (NOC) estão localizados na sede da INMARSAT em ​​Londres.


SES e MES
A unidade de comunicação a bordo é conhecida como a estação terrena de navio (SES). Dentro do sistema Inmarsat compartilhado com outros usuários móveis ou aviões, podem usar o sistema. No caso de serem conhecidos como estações terrenas móveis (MES). Quando uma conexão é feita a partir de um SES / MES, através de um satélite particular, a solicitação de chamada inclui a identidade LES através do qual o operador do navio deseja chamar ou se conectar. O NCS aloca um canal de trabalho e dirige as SES/MES para a "converssa" no canal.

Last modified: Saturday, 25 April 2020, 7:50 PM